Quinta da Foz - A beleza das vinhas e vinhos portugueses



Chegamos à Quinta da Foz. Antes de conhecer a adega, degustar os vinhos e termos o nosso almoço harmonizado, fomos dar aquela voltinha de barco pelo Rio Douro. Saímos da Quinta, atravessamos a linha de trem e embarcamos. Realmente é difícil dizer qual é a paisagem mais bonita: de dentro do Rio ou fora dele. Durante o percurso, o guia explica sobre a história do Rio e das Quintas. Céu azul, dia lindo, sol .... quem não fez esse passeio de barco, faça!



 

"Na Quinta da Foz, os visitantes têm oportunidade de conhecer as instalações do moderno centro de vinificação e todo o patrimônio histórico relacionado com a produção de vinho do Porto e vinhos DOC. Todos os visitantes têm prova de vinhos de DOC e vinho do Porto no final da visita." *



Aqui degustei um porto branco, meio seco, que foi de tirar o chapéu. Na minha opinião, para o meu paladar, até agora, um dos melhores brancos. Esta Quinta não tem aquela coisa chique, que chama atenção pela suntuosidade, pelo contrário, chama a atenção pela simplicidade, excelente atendimento e detalhes. Equipe super treinada, bem informada e humorada, esclareceu todas duvidas e foi a quinta que me senti mais e melhor acolhida.

"Existe ainda uma sala construída em pedra de xisto, no cimo de um dos patamares da propriedade, que permite receber clientes com serviço de catering para divulgação e promoção dos vinhos produzidos. Trata-se de um excelente veiculo para ações de relações públicas, disponível a todos." *

E foi numa esplanada, ao ar livre, que almoçamos. Enquanto a enograstronomia acontecia pudemos apreciar a linda vista do Rio Douro, em meio ao verde e o clima simpático do norte português.


"Atualmente, a Quinta da Foz, dedica-se à produção de vinhos de mesa de excelência, tendo retomado em 2012 a produção de vinho do Porto. Para isso contribuem as suas vinhas velhas, a qualidade das uvas e o trabalho rigoroso e profissional da sua equipe de enologia. A Quinta da Foz é constituída por um total de 20ha, sendo 10ha com vinha velha com média de idades acima dos 80 anos. A produção total das vinhas é da classificação A, o que faz com que os vinhos aqui produzidos sejam de elevada qualidade. As castas predominantes são a Touriga Nacional, a Touriga Franca e a Tinta Roriz." *

Revelando o feiticeiro rapidamente: a entrada foi uma tortinha parecida com a nossa massa podre (harmonizada com vinho branco). Pela primeira vez provei a bochecha de porco, que foi servida como prato principal e uma grata surpresa! Uma carne que desmancha na boca e desfia fácil igual ao nosso lagarto (que faz a carne louca no Brasil), acompanhado por vagens salteadas e migas de cogumelos (vinho tinto na harmonização). A sobremesa foi o vinho do Porto tinto, uma panacota com calda de frutas vermelhas e uma delicada flor comestível. Como já disse anteriormente e volto a repetir: serviço impecável em tudo. Zelo nos detalhes, super atendimento, funcionários simpáticos e carismáticos e a comida deliciosa! Mesmo que a gente não tivesse almoçado, valeu a visita só pelo Porto branco, meio seco (não que os outros vinhos não sejam excelentes, mas o Porto branco foi o meu queridinho... amei, amei, amei!).


A Quinta da Foz está no Douro Vinhateiro, na sub-região de Cima Corgo, na freguesia de Gouvães do Douro, Sabrosa, e partilha nas suas margens a junção do rio Pinhão com o rio Douro. Para fazer o enoturismo, precisa agendamento prévio por telefone (+351 254 098 033) ou facebook ou e-mail (carlos.queiros@quintadafoz.pt).

🍴 Até ... 🍷

* Fonte: Quinta da Foz site

Comentários

As mais lidas: